terça-feira, 15 de dezembro de 2009

domingo, 15 de novembro de 2009

terça-feira, 10 de novembro de 2009


"Todo sentimento precisa de um passado para existir o amor nao, ele cria como por encanto um passado que nos cerca ele nos dá a consciência de havermos vivido anos afio com alguém que a pouco era quase um estranho ele supre a falta de lembrança como uma espécie de mágica"...

domingo, 8 de novembro de 2009

Que a força do medo que tenho
Não me impeça de ver o que anseio
Porque metade de mim é o que eu grito
Mas a outra metade é silêncio.
Que a música que ouço ao longe
Seja linda ainda que triste.
Que o homem que eu amo seja pra sempre amado
Mesmo que distante
Porque metade de mim é partida
Mas a outra metade é saudade....
(Oswaldo Montenegro)

Possa existir mil obstáculos, mas nada impedirá que meu amor por vc morra.

sábado, 7 de novembro de 2009

Não é o tempo inteiro que você ama quem você ama. Há intervalos, pausas, preguiças. Às vezes você passa um tempo sem amar quem você ama. Mas, quando se dá conta, já passou uma vida inteira amando quem você ama...


http://vejasaopaulo.abril.com.br/revista/vejasp/edicoes/2116/voce-ama-475329.html

sexta-feira, 6 de novembro de 2009

Que ano tão dificl! Pois só tenho tido contratempos, perdas, e nada de novo, Dou por mim a desejar que o ano acabe depressa, porque já não sei que mais hei de pensar acerca de tudo o que aconteceu na minha vida.. Houve um momento na minha vida, em que tinha certezas de tudo, em que me achava forte o suficiente para superar tudo o que me atropelava. Mas houve tanta coisa que mudou na minha vida, eu nunca quis despejar aqui sentimentos tristes ou outra coisa parecida, mas há coisas que só caio na realidade depois de as escrever."Já fui a melhor, a maior, a sua pessoa preferida. Mas vc continua o meu melhor. Odeio-te por não querer continuar a ser, mas ao mesmo tempo te adoro, te amo tanto e preciso tanto de ti!"

quinta-feira, 29 de outubro de 2009

terça-feira, 27 de outubro de 2009

Andava á procura de um amor...
Passeou por muito caminhos...
Viajou por muitos reinos...
Cruzou muitos destinos, e muitas vezes se frustrou...
Até que um dia olhou ao redor e amou...
Um amor que sempre a amou...
E que muitas vezes ela desprezou...
Mais precisou andar por todos esses caminhos...
Só assim reconheceu, aceitou e amou o seu destino...
Um amor presente que á de amar para sempre...
Um amor que venceu pela coragem e paciencia...
Que mais do que tudo merece realmente ser chamado de amor...
A.B.

domingo, 11 de outubro de 2009


O que me faz sentir bonita...
Acordo de manhã e olho-me ao espelho e pergunto aos botões do meu pijama se sou bonita (já que não tenho um espelho que fala como o da história da Branca de Neve). E apesar de ver o meu cabelo todo desfeito digo SIM... claro que sou bonita. Sou bonita porque há na minha vida coisas que me fazem sentir assim. Sinto-me bonita quando sinto o calor da gargalhada de cada uma das minhas filhas, sinto-me bonita quando cheiro o bolo que está a sair do forno, sinto-me bonita quando ouço aquela música que me faz sorrir porque me lembra você, sinto-me bonita quando passo meu creme preferido e fico macia como a seda, sinto-me bonita quando sinto o Sol bater-me na cara...Enfim, tudo isto faz-me sentir bonita porque me faz sentir bem comigo mesma e me faz feliz... Porque se estás feliz então podes ser tudo que quiser... basta lutar e querer... Ser bonita é estar feliz... simplesmente!

domingo, 4 de outubro de 2009

Mesmo amores imperfeitos como flores da estação, deixam aromas, deixam sementes de outras flores que não precisam necessáriamente nascer imperfeitas também só porque as primeiras foram.

sábado, 3 de outubro de 2009

"O amor nunca é transgressor.
Somos só transgressores de nós, pelas decisões que decidimos não ter."

Esta frase fui buscá-la no blog de Anita. Gostei muito do que li, não brigue comigo.

terça-feira, 29 de setembro de 2009


Eu tenho pena da Lua! Tanta pena, coitadinha, Quando tão branca, na rua. A vejo chorar sozinha. As rosas nas alamedas, E os lilases cor da neve, Confidenciam de leve E lembram arfar de sedas Só a triste, coitadinha… Tão triste na minha rua
Lá anda a chorar sozinha … Eu chego então à janela: E fico a olhar para a lua…E fico a chorar com ela! …

Florbela Espanca

quarta-feira, 23 de setembro de 2009


Quando perco a fé, Fico sem controle E me sinto mal, sem esperança Me sinto só Mas sei que não estou Pois levo você no pensamento Meu medo se vai. Recupero a fé, e sinto que algum dia ainda vou te ver Cedo ou tarde. Cedo ou tarde a gente vai se encontrar,Tenho certeza. Sei que quando canto você pode me escutar.Você me faz querer viver, E o que é nosso, Está guardado em mim e em você E apenas isso basta.

domingo, 20 de setembro de 2009


Hoje a última rosa vermelha morreu. Hoje o anúncio do último suspiro veio como uma pontada em meu peito. Como se um espinho tivesse sobrado no caule, que eu não vi. Talvez tenham sido espinhos que não vi que te machucaram durante tanto tempo, e você tenha usado palavras macias como o veludo das pétalas para dizer que, no fim, quando o amor acaba, um espinho esquecido espeta mais do que a suavidade das pétalas pode curar.

domingo, 13 de setembro de 2009




Não, não foi preciso uma só palavra...
Nem mesmo um olhar, um sinal...
Ha coisas nessa vida que não precisam serem ditas...
Á morte de um amor é quase banal embora triste...
Podemos fingir que não sabemos...
Porém quando a porta se abrir levando o que restou,
nada deve ser dito ou devería ser?
Que se preserve então as lindas lembranças...
Que as lágrimas sejam de saudades de um tempo bom...
Que jamais sejam de dor.......

sábado, 12 de setembro de 2009



Ela abriu a gaveta dos sonhos, tinha prometido a si mesma que hoje não iria fazê-lo mas não conseguiu aguentar, no piso de baixo os vizinhos escutavam uma música demasiado melancólica inundando o seu apartamento. Sentou-se aos pés da cama com a gaveta no colo, escolheu um envelope completamente branco, lá dentro repousava um segredo escrito num papel rasurado, amarelado pelo tempo, as letras quase ilegíveis mas isso não a incomodava, decorara as palavras como se fossem um mapa, um mapa que escondia o regresso a casa.
Leu em voz alta, sempre lia em voz alta, só assim conseguia acreditar nas promessas escritas que nunca se haviam realizado, só assim conseguia abafar o choro com palavras que não traziam o silêncio, traziam recordações de tempos idos. Ela calou-se e a sala chorou, Ela chorou e a sala falou,Ela levantou-se e a sala deitou-se aos seus pés contorcendo-se de dor, uma dor que não lhe pertencia. Sorriu com os olhos rasgados pelo pó que se acumulava em cima dos móveis que não eram dela, eram de ambos mas disso as suas mãos não se queriam recordar. Pousou a mão no ombro do deserto que a preenchia e olhou a nuca do seu melhor amigo, o desespero, encarou-o de frente quando abriu a porta da sacada, olhou o céu carregado de nuvens negras que choravam em uníssono ao som da música dos vizinhos. o seu corpo já morto, pelo amor em excesso, rasgou o vento ao meio e embateu depois contra a entrada do prédio onde ambos tinham entrado de mãos dadas e por onde ela o viu sair carregado de malas.

por: mar

segunda-feira, 7 de setembro de 2009

Cantarei o teu choro e cobrirei a cabeça com teu pranto. E sua lágrima será o véu que impedirá meus olhos de ver-te partindo. Da boca de fel palavras irão rolar que ao cortarem verterá o sangue pelas veias expostas. Insípido, seu pensamento ficará entre pedras sua imagem será sal e sua lembrança será mel.

sexta-feira, 4 de setembro de 2009

E foi repentina a tua saída de minha vida. Mal nos olhamos, pouco nos falamos. O tempo passou lento dispersando o vento. Faltou coragem, faltaram as palavras que presas na garganta ainda me sufocam. Triste partida sem adeus. No rosto a amargura estampada. Nos olhos lágrimas chegando. Mãos vazias esperando um toque, braços querendo abraços...Assim me encontro, nesta tristeza que se estende pela madrugada silenciosa e fria. Volte, meu amor Sem tua presença não sei viver.
Porque te amo ainda...

sexta-feira, 7 de agosto de 2009


Deus é o nosso refúgio e fortaleza, socorro bem presente na angústia. Pelo que não temeremos… Ainda que as águas rujam e espumem…” (Salmo 46:1, 3)

sábado, 25 de julho de 2009

Cala, Meu Amor -

Entra, meu amor,Bom você voltar,De onde vem você,Cansado assim ?Vejo tanta dor,No teu triste olhar,Este olhar que, outrora,Se acendia só pra mim.Cala, meu amor,Fala, meu amor,É melhor você nada contar.Venha aos braços meus,Que os braços meus,Vão finalmente te fazer chorar.
Vinicius deMoraes

segunda-feira, 29 de junho de 2009


Coração, onde estás?Porque não respondes à minha procura?Coração, como estás?Para esse sofrimento não consigo encontrar a cura.
Perdoa Coração, perdoa as minhas falhasTanta amargura te fiz passarMuitos pesadelos, muitas mágoas,Sem pensar, só te fiz chorar.
É que eu não consigo te acharEstou perdida muito longe daquiPonho-me insistentemente a pensarQue, se calhar, não fui feita p'ra ti
Mas, Coração, não suporto a dor da sua.........

sexta-feira, 8 de maio de 2009


Por que estão tristes queridas margaridas?
Por que julgas que não as amo mais?
Sim me encantei com alguns canteiros de rosas...
Até mesmo tenho apreciado sua diversidade, seu glamour...
Mais a essência não muda nunca, contínuo a mesma...
Aquela que ama margaridas na sua simplicidade...
Ainda que se encante com o perfume das rosas...
O meu coração de verdade sempre será...
Das simples margaridas que aprendi a amar...
E nossa história é antiga, tem raízes...
Manda a tristeza embora, sorri prá mim...
E de novo volta com sua alegria simples me encantar...

domingo, 3 de maio de 2009

PERDÃO!


Perdoem-me pela minha ausência,
Perdoem-me por estar longe de vós,
Pelas gotas de chuva que trouxe,
Pelos ventos que assombraram estes dias
Pela tristeza sintomática que de mim se apoderou,
Pela falta de consideração que por vós tive,
A falta de aviso perante tal,
A minha ausência, garanto que não foi por mal...
São muitas as responsabilidades,
As metas que pretendo alcançar,
E algum dos meus projectos,
Haveria de se prejudicar...
Mas prometo de hoje em diante,
Os vossos dias alegrar,
Pois sinto-me bastante confiante,
Que estou apta a regressar.
E em jeito de poesia digo até já,
Num improviso a correr,
De quem já não está,
Fiquem descansados, que não me deixo morrer....

sexta-feira, 24 de abril de 2009



Vou indo... Indo assim como quem volta. A passos que não querem se mover...Recolho o que o destino me devolve. Sem saber ainda o que fazer...Vou indo... E isso é tudo!Levo nas mãos, bem seguro Pedaços de um coração...É bem pouco ou quase nada Mas é essa a minha estrada, meu caminho...Vou seguindo... Vou indo....”
( R.F)

quarta-feira, 1 de abril de 2009


Tenho cinco minutos do tempo que resta, tenho uma caneta em que a tinta lhe falha e falta-me a força, ainda assim, num último fôlego tenho uma voz rouca que procura por ti…em vão! Ainda me faltam tantas palavras em tantas melodias para cantar ao teu ouvido, num cúmplice segredo…Agora é tarde demais… porque te perdi! Agora é tarde demais, essencialmente porque me perdi…

sábado, 28 de março de 2009

"Se me queres amar,
terá de ser agora: depois
estarei cansada.
Minha vida foi feita de parceria com a morte:pertenço um pouco a cada uma,
pra mim sobrou quase nada.
Ponho a máscara do dia,
um rosto cômodo e simples,
e assim garanto a minha sobrevida.
Se me queres amar,
terá de ser hoje:amanhã estarei mudada."

Lya Luft

domingo, 22 de março de 2009

Djavan

O que há dentro do meu coração
Eu tenho guardado pra te dar
E todas as horas que o tempo
Tem pra me conceder
São tuas até morrer
E a tua história, eu não sei
Mas me diga só o que for bom
Um amor tão puro que ainda nem sabe A força que tem é teu e de mais ninguém
.
Te adoro em tudo, tudo, tudo
Quero mais que tudo, tudo, tudo
Te amar sem limites
Viver uma grande história
.
Aqui ou noutro lugar
Que pode ser feio ou bonito
Se nós estivermos juntos
Haverá um céu azul
.
Um amor puro
Não sabe a força que tem
Meu amor eu juro
Ser teu e de mais ninguém

quarta-feira, 18 de março de 2009

E o futuro é aprender a ler aquilo que não está escrito. Pequenos sinais nas nuvens nas estrelas. Quanta coisa, amor, vimos se perder. E quantas coisas encontramos pra alegrar o coração. Feche os olhos, me dê a mão. Que a chuva logo passa...

sábado, 14 de março de 2009

Olhando o infinito do mar,toda aquela imensidão azul, e toneladas de agua indomável. Perco-me na beleza apaixonante do espectáculo, e comparo-o com o amor.Também ele tantas vezes inatingível, tantas vezes impossível,com armadilhas e caminhos confusos.

terça-feira, 3 de março de 2009

Lágrimas

Acabou nossa história de amor, mulher querida. Nossos sonhos, nosso passado, o que era vida, Acabou os toques da união de nossas bocas... Como acabou assim, essas coisas tão loucas ?
Deste- me das bebidas, a mais amarga, de fel, Acabou o doce profundo de teu simples olhar... Como era puro, teu delicioso beijo de mel E agora, a dor amarga, meus olhos vem molhar.
Acabou o sentimento que havia neste peito, Outrora unida, à sua vida, em noites de lua... Em abraços, me encantava esse teu jeito, E sentia em minha pele, tua pele, semi nua...
O que a princípio, era poesia escrita n'alma, Sofro hoje, esta falta de ti, sem inspiração, Guardo esta dor em meu peito, na calma Como flexa, no alvo deste triste coração...
Acabou, mulher... simplesmente, acabou Minha força de amar, de sentir, de sorrir... Acabou... como chuva serôdia, desabou, No sol escaldante do tempo, mulher... Tudo há de se extingüir...
Acabou... acabou... sei somente, que... acabou

sexta-feira, 13 de fevereiro de 2009

Ha momentos na vida em que temos
que tomar decisoes complicadas... Desta vez foi vc que que decidiu, (por culpa minha) mesmo sabendo que até podia vir a doer. Se doer...só quero que saibas que estou aqui e estarei ai, quero ser o teu pilar, o ombro onde te vais segurar se tiveres quase a cair. Vou aguentar contigo o que vier ou o que nao vier, mas sempre estarei contigo. Esquece o passado, pois o futuro seremos só nós. Não olhes mais para atrás, agarra agora de frente o que ai vem, sem medo e cheio de força. Se sentir tristeza, chora...pq a seguir eu estou para te fazer sorrir, Agora esta decidido! Vc é tudo para mim. Agarra a minha mão e não a largues. Forç
a...

Se um dia tiver que escolher entre um beijo, um olhar, e uma lagrima...Escolhe a lagrima, porque o beijo pode ser falso, o olhar é passageiro, mas a lagrima por mais triste que sejaé VERDADEIRA .

terça-feira, 10 de fevereiro de 2009

Moral da história

Antes de se tornar o ódio do outro, deixe-o livre, voe ao lado dele, mas nunca voe amarrada, ou com as asas do outro. Porque cedo ou tarde, essa prisão vai acabar gerando a dor e a raiva por quem já se amou tanto.


Voa meu amor, vai pelo teu céu, voa livre e seja feliz, por amor te dou a liberdade.

A ARTE DE VIVER JUNTOS

Conta uma lenda dos índios sioux que, certa vez, Touro Bravo e Nuvem Azul, chegaram de mãos dadas à tenda do velho feiticeiro da tribo e pediram:- Nós nos amamos e vamos nos casar. Mas nos amamos tanto que queremos um conselho que nos garanta ficar sempre juntos, que nos assegure estar um ao lado do outro até a morte.
Há algo que possamos fazer?E o velho, emocionado ao vê-los tão jovens, tão apaixonados e tão ansiosos por uma palavra, disse:- Há o que possa ser feito, ainda que sejam tarefas muito difíceis. Tu, Nuvem Azul, deves escalar o monte ao norte da aldeia apenas com uma rede, caçar o falcão mais vigoroso e trazê-lo aqui, com vida, até o terceiro dia depois da lua cheia. E tu, Touro Bravo, deves escalar a montanha do trono; lá em cima, encontrarás a mais brava de todas as águias. Somente com uma rede deverás apanhá-la, trazendo-a para mim viva!
Os jovens se abraçaram com ternura e logo partiram para cumprir a missão. No dia estabelecido, na frente da tenda do feiticeiro, os dois esperavam com as aves. O velho tirou-as dos sacos e constatou que eram verdadeiramente formosos exemplares dos animais que ele tinha pedido. - E agora, o que faremos? - Os jovens perguntaram. - Peguem as aves e amarrem uma à outra pelos pés com essas fitas de couro. Quando estiverem amarradas, soltem-nas para que voem livres. Eles fizeram o que lhes foi ordenado e soltaram os pássaros. A águia e o falcão tentaram voar, mas conseguiram apenas saltar pelo terreno. Minutos depois, irritadas pela impossibilidade do vôo, as aves arremessaram-se uma contra a outra, bicando-se até se machucar.
Então o velho disse: - Jamais esqueçam o que estão vendo, esse é o meu conselho. Vocês são como a águia e o falcão. Se estiverem amarrados um ao outro, ainda que por amor, não só viverão arrastando-se como também, cedo ou tarde, começarão a machucar um ao outro. Se quiserem que o amor entre vocês perdure, voem juntos, mas jamais amarrados. Libere a pessoa que você ama para que ela possa voar com as próprias asas. Essa é uma verdade no casamento. Respeite o direito das pessoas de voar rumo ao sonho delas. A lição principal é saber que somente livres as pessoas são capazes de amar

segunda-feira, 9 de fevereiro de 2009

Versos de Orgulho

O mundo quer-me mal porque ninguém Tem asas como eu tenho! Porque Deus Me fez nascer Princesa entre plebeus Numa torre de orgulho e de desdém. Porque o meu Reino fica para além...Porque trago no olhar os vastos céus E os oiros e clarões são todos meus! Porque eu sou Eu e porque Eu sou Alguém! O mundo? O que é o mundo, ó meu Amor?- O jardim dos meus versos todo em flor...A seara dos teus beijos, pão bendito...Meus êxtases, meus sonhos, meus cansaços...- São os teus braços dentro dos meus braços, Via Láctea fechando o Infinito.
Florbela Espanca

domingo, 8 de fevereiro de 2009


Nunca mais você ouviu falar de mim
Mas eu continuei a ter você
Em toda esta saudade que ficou
Tanto tempo já passou e eu não te esqueci....

quinta-feira, 5 de fevereiro de 2009

Salmo 51


Davi confessa seu pecado, suplica perdão e roga a Deus um espirito reto.

Ao mestre de canto. Salmo de Davi, quando o profeta Natã veio ter com ele, depois de haver ele possuído Bate-Seba.
"Por causa do seu amor ó Deus, tem misericórdia de mim, segundo a tua benignidade; e, segundo a multidãodas tuas misericórdias, apaga as minhas transgressões. Lava-me completamenteda minha iniquidadee purifica-me do meu pecado. Pois eu reconheçoas minhas transgressõese o meu pecado está sempre diante de mim. Pequei contra ti, contra ti somente, e fiz o que é mal perante os teus olhos, de maneira que serás tido por justo no teu falare puro no teu julgar. Eu nasci na iniquidade, e em pecado me concebeuminha mãe. Eis que te comprazes na verdadeno íntimo e no recôndido me fazes conhecera sabedoria. Purifica-me com hissopo, e ficarei limpo; lava-me, e ficarei mais alvo que a neve. Faze-me ouvir outra vez o som da alegria e da felicidade, e mesmo que tenha me esmagada e quebrantado serei feliz de novo. Esconde o rosto dos meus pecados e apaga todas as minhas iniquidades. Cria em mim, ó Deus um coração puro e renova dentro de mim um espírito inabalável. Não me repulses da tua presença, nem me retires o teu Santo Espírito. Restitui-me a alegria da tua salvação e sustenta-me com um espírito inabálavel. Então, ensinarei aos transgressoresos teus caminhos, e os pecadores se converterão a ti. Livre-me dos crimes de sangue, ó Deus. Deus da minha salvação e a minha boca exaltará a tua justiça. Pois não te comprazes em sacrifícios; do contrário, eu tos daria; e não te agrada de holocaustos. Sacrifícios agradáveis a Deus são o espírito quebrantado; um coração humilde e arrependido, não o desprezarás, ó Deus."

segunda-feira, 2 de fevereiro de 2009

Love by Grace

Eu me lembro da chuva no telhado naquela manhã
E de todas as coisas que eu quis dizer
As palavras irritadas que vem do nada sem avisos
Aquilo roubou o momento e me mandou pra longe
E você esta lá parado ao lado da porta, chorando
E eu imaginando se eu voltaria
Eu disse que eu não vim aqui para deixar você
Eu não vim aqui acreditando que eu ficaria longe de você
Eu não vim aqui para descobrir que Há uma fraqueza em minha fé
Eu fui trazida aqui pelo poder do amor
A graça do amor
E eu me lembro de que a estrada não tinha fim
E eu não conseguia retornar com o meu carro até você,
Naquela distância, como um tesouro longamente perdido
Uma cabine telefônica que não conseguia encontrar
E você permanecia lá na entrada, esperando
E o momento quando nós nos deitamos
Aquele foi apenas um momento na vida
É um que nunca esqueceremos
Um que nós podemos deixar para trás
Pois quando houver dúvidas
Você vai lembrar de que eu disse.
Lara Fabian

sábado, 31 de janeiro de 2009



Por anos e anos eu lhe procurei. Atravessei desertos nunca antes descobertos, subindo as mais altas das montanhas, sentindo frio e calor, lamentos e dor, mas não desisti. Nem mesmo a mais grave das doenças pôde me conter, a força dos ventos, poeira em meus pensamentos, até a tristeza não pôde me deter. Tive tentações, alucinações, descrença, olhava para o céu, mas ninguém respondia meu apelo e mais uma vez não desisti, não perdi a minha fé. E enquanto as estrelas uma a uma estavam se apagando, eu via a multidão chorando, um homem sangrando, um poderoso aclamando, um povo se desesperando, num dia fatal. Ao ver teu rosto sem lamentos, eu tive num momento um pressentimento... O encontro que tanto esperei. Então perguntei: Por onde andastes? Procurei-lhe por minha vida inteira e quando estava quase lhe encontrando, partias pra outros campos em busca de seus discípulos, aproximando os homens de Deus. Sofri de doenças. Agora velho e sem saúde, não tenho forças pra lhe ajudar, não tenho como carregar a tua cruz... “Ele” respondeu: Meu filho... Sei que me seguiu a vida inteira. Eu estive sempre bem perto de você... Enfrentamos juntos todas as tempestades, todas as doenças e o que te fez sobreviver foi a sua crença, suas orações e a sua fé... Sei também que se encontra fraco e desvalido, mas o que importa é que você está aqui e que nunca perdeu a esperança. Não se desespere pelo sangue que tu vê em meu corpo, nem pelas feridas, a coroa de espinhos, o sofrimento... Logo, finalmente, vamos nos encontrar. E para aqueles que não acreditaram em mim, que não acreditaram no Pai... Perdoai-os, assim como eu, pois eles não sabem o que fazem.

QUEM ACREDITA EM DEUS, JAMAIS DESISTE.

Autor:
ANTONIO AUGGUSTO JOÃO

quinta-feira, 29 de janeiro de 2009


Não vou te escrever uma carta de amor. Não vou dizer que te amo ou que te quero, nem vou dizer que povoas os meus sonhos. Não vou escrever que és o meu primeiro pensamento quando acordo nem é nos teus braços que adormeço. Não vou escrever as vezes que te espero em silêncio, nem o sorriso que me provocas com as tuas palavras tontas, tão perdidas quanto as minhas.E aquele brilho no meu olhar quando vejo seu nome no visor? Não, também não vou escrever sobre isso. Que pensar em voce me alimenta a alma o dia inteiro? Não, não vou escrever uma carta de amor. Não seria capaz de transformar em palavras o que sinto por você.

quarta-feira, 28 de janeiro de 2009

É p vc q escrevo...

Um homem bastante idoso procurou uma clínica para fazer um curativo em sua mão ferida, dizendo-se muito apressado porque tinha um compromisso que não podia adiar. Enquanto um jovem médico o tratava, quis saber o motivo de sua pressa e o velhinho disse que tinha de ir ao asilo tomar café da manhã com sua esposa, que estava internada nesse asilo havia bastante tempo. Sua esposa sofria do Mal de Alzheimer em estado bastante avançado. Enquanto terminava o curativo o médico perguntou-lhe se ela não ficaria assustada pelo fato dele estar atrasado. - Não. Ela não sabe quem eu sou. Há quase três anos ela não me reconhece. Intrigado, o médico perguntou novamente: - Mas se ela nem sabe quem o senhor é, porque essa necessidade de estar com ela todas as manhãs? O velhinho sorriu, deu uma palmadinha na mão do médico e disse: - É verdade. Ela não sabe quem eu sou, mas eu sei muito bem quem ela é. Enquanto o velhinho saia apressado, o jovem médico sorria emocionado e pensava: Essa é a qualidade de amor que eu gostaria pra minha vida. O amor não se reduz ao físico, ao romântico... O AMOR VERDADEIRO é a aceitação, de tudo que o outro é, de tudo que foi... Do que será, do que já não é.
desconheco o autor

domingo, 25 de janeiro de 2009

quinta-feira, 15 de janeiro de 2009

Um pecador como Davi, Pedro ou eu

Você já sentiu desapontado consigo mesmo por haver praticado algo ou se comportado de modo reprovável? Eu já. E devo admitir que não gostei da experiência. Pensando na vida dos personagens da Bíblia como Davi, Pedro e Judas, quanto a esse assunto. Davi foi chamado o "homem segundo o coração de Deus" (At.13:22). Ele deve ter se sentido miseravelmente sujo, antes de escrever o Salmo 51. Assim que o Espírito de Deus o convenceu de seu estado, deve ter provado à mesma sensação de desamparo e desproteção de Adão, quando a cobertura da glória de Deus se foi deixando-o a mercê dos efeitos devastadores do sentimento de culpa. Em estado tão deplorável, não podia dar-se ao luxo de reagir às eventuais críticas de seus "irmãos”. Pedro também teve uma história semelhante, no momento em que os olhos amorosos de Jesus o atravessaram como duas flechas, logo depois que ele o negou. "Quando o cantar do galo lhe lembrou as palavras de Cristo, surpreso e atônito pelo que acabara de fazer: Voltou-se e olhou seu mestre. Simultaneamente, Cristo olhou a Pedro e sob aquele olhar aflito em que se misturavam amor e compaixão por ele, Pedro conheceu-se. Saiu e chorou amargamente. Aquele olhar de Cristo lhe partiu o coração. Pedro chegara ao ponto decisivo e amargamente se arrependeu de seu pecado”. Se Davi e Pedro estivessem entre nós, talvez não conseguissem re-erguer-se. Temos tamanho senso de justiça que ficamos chocados ao saber do pecado de homens honrados. E então, quem sabe até com satisfação, começamos a exigir justiça e condenação do pecado na vida dos outros, se nos apercebermos de que somos tão pecadores e dependentes da graça divina quanto eles. Quando deparamos com pecados cuja gravidade nos leva a deplorar, não devemos ficar chocados. Jesus não ficou chocado diante da mulher pecadora, de Pedro, nem de Judas. "Ele não precisava de que alguém lhe desse testemunho a respeito do homem, porque ele mesmo sabia o que era a natureza humana” (Jo 2:25). Judas comportava como alguém acima de qualquer reprovação. O contraste entre a vida de Judas e a de Davi e Pedro, nós ensina algumas lições.
Um pecador como Davi, Pedro ou eu, que tenha sentido as misérias do pecado, jamais olhará para outro pecador com um olhar de menosprezo. De tanta compaixão, ele morrerá um pouquinho e sentirá um enorme desejo de ajudar aquele que errou a erguer-se. Um pecador como Davi Pedro ou eu, que tenha provado apenas um gole da taça do conhecimento da natureza humana, jamais lançará o peso adicional da censura sobre os ombros de quem já verga sob sentimentos de culpa e inadequação. Um pecador como Davi, Pedro ou eu, que tenha tido apenas um vislumbre do contraste entre a glória de Cristo e o seu próprio coração, não se afastará chocado diante dos estragos na vida de um irmão, nem lhe aumentará o sentimento de abandono ao pôr em dúvida à legitimidade de seu arrependimento.
Um ano novinho está em nossa frente. Que o Senhor nos conceda “bons olhos” para nossos irmãos de caminhada e nos dê a graça de participar, na Sua vinda, do grande grupo de pecadores redimidos que se unirão a Davi, a Pedro e a galeria da fé descrita em Hebreus 11.

(Perez, J.C, p.38)

domingo, 4 de janeiro de 2009



Estou aqui e amo vc. Não me importo se você tiver que passar a noite inteira em claro, eu fico com você. Se você precisar de remédios de novo, não tem problema, tome! eu vou amar você do mesmo jeito se fizer isso. Se você não precisar dos remédios, vou amar você do mesmo jeito, não há nada que você possa fazer para perder meu amor. Vou proteger você até você morrer, e depois de sua morte vou continuar protegendo você, sou mais forte do que a Depressão e mais corajosa que a Solidão, e nada nunca vai me desanimar.
Estendo a mão para mim mesma quando não há mais ninguem por perto para me oferece consolo.
Eat,Pray,Love